Historia de Pescador Por João Medeiros
Post:
Azulões de Presidente Epitácio-SP (outubro/2011)

Fala pessoal! Após quase um ano, retornei para Presidente Epitácio-SP com meu irmão Pedro para uma pescaria de dois dias em uma nova opção na região, a Pousada Orla do Sol onde fomos atendidos pelo proprietário Nelson. A pousada é nova, o atendimento e a comida são nota 10, recomendo!

Nosso objetivo eram os grandes tucunarés amarelos e azuis da Represa Sérgio Motta, Rio Paraná.

Primeiro dia de pesca:

Saimos com o guia Repolho e enfrentamos algumas marolas para chegar nos primeiros pontos, muito vento!

Os principais pontos são bem no meio do rio e com o vento forte o barco balançava muito.Foi necessário o uso de colete para pescar em alguns momentos da manhã.

Com iscas de meia-água capturamos alguns tucunarés:

Após o almoço o vento deu uma diminuída e as ações melhoraram, mas não vimos os peixes grandes:

Primeiro azul de bom porte da pescaria:

O vento não parou o dia inteiro. Fechamos o primeiro dia com cerca de 25 tucunarés capturados, a maioria pequenos.

Segundo dia de pesca:

Novamente vento fortíssimo pela manhã, mas com isca de barbela capturávamos os peixes:

Meu irmão fisgou esse grande amarelão:

Constatamos que os tucunarés estavam bem mais ativos nesse dia, o vento foi parando e as fisgadas aumentavam!

Ainda antes do almoço o Repolho nos levou a um ponto conhecido como ''Paliteira do Pardo''. O vento diminuiu e os azuis resolveram dar as caras:

Meu irmão fisgou esse peixe, mas não fez questão da foto, eu fiz!

Nos últimos arremessos antes de parar na ilha para o churrasco, vejo um azulão seguindo minha isca já bem próximo ao barco, dei uma paradinha e ele não resistiu. Muita briga e adrenalina até embarcarmos o meu troféu na pescaria, grande tucunaré azul com mais de 3kg.

Após o almoço retornamos ao mesmo ponto e nossa tarde começou com um azulão que o Repolho levantou na superfície e estava de casal, pena que o outro grande acabou escapando, mas arremessamos os outros conjuntos e fisgamos mais três amarelos em seguida nesse cardume.

Para fechar a pescaria, em um raseiro limpo com algas no fundo meu irmão vinha trabalhando a sua isca quando recebeu um tranco forte, mas o peixe correu em direção do barco e não acusou ser grande, quando a linha esticou o azulão saltou só com a cabeça pra fora e vimos que tinha engolido toda a isca, o Repolho falou para aproveitar que ele estava encharutado e saltando e rebocá-lo pois se ele fosse para as algas seria difícil tirar. Após muito nervosismo conseguimos embarcar o peixe.

Era simplesmente o maior tucunaré-azul que eu já vi em minha vida, porte raro para a espécie. Peixe gigantesco e muito largo, pesou 5kg e mediu 65cm:

Logicamente eu quis sair pra foto com o monstro:

Nesse dia capturamos cerca de 50 peixes e encerramos essa espetacular pescaria em Epitácio, lembrando que todos os peixes foram soltos!

Agradeço ao meu irmão Pedro pela companhia e ao guia Repolho que nos colocou frente a frente com os tucunarés.

Equipamentos:

Vara Contender Z 5'7 17lbs + Carretilha Lubina GTO by JH + Linha multifilamento Sufix 832 0,28 + Leader de fluorcarbono Maruri Master 0,45mm.

Vara Daiwa Procaster 5'6 17lbs + Carretilha Lubina Black Widow + Linha multifilamento Sufix 832 0,28mm + Leader de fluorcarbono Maruri Master 0,45mm.

Iscas: MS Brava 90 e Rapala X-Rap 10. 

obs: Tivemos pouquíssimas ações nas iscas de superfície mas o Repolho insistiu nelas e foi importante para levantar alguns peixes que rebojavam, a estratégia era cobrir com a meia água e deu certo.

Muito obrigado a todos e até a próxima História de Pescador!