Historia de Pescador Por João Medeiros
Post:
Tucunarés-azuis de Serra da Mesa, GO (março/2015)

Fala pessoal! À convite dos amigos Newton e Rafael, fui conhecer o famoso lago de Serra da Mesa, em Góias, aproximadamente 350km da capital Goiânia. Saí do aeroporto de Londrina-PR pela manhã na sexta-feira (27/03), encontrei com os parceiros em Goiânia-GO e chegamos de noite na Pousada Vida de Peixe.

Fomos muito bem recebidos pelos proprietários da pousada, Sr. Eduardo, seu filho Olahir e funcionários. Fica aqui meu agradecimento e elogio à Vida de Peixe pelo atendimento prestado, estrutura (quartos, refeitório, piscina, limpeza etc), tudo por lá é nota 10, com certeza a melhor pousada de pesca que eu já fiquei, seguem algumas fotos:

Seriam então dois dias de pesca, sábado e domingo (28 e 29/03), e para isso quem nos levaria seria o guia Eribert Marquez, que também nos recebeu bem demais na pousada. Já adianto pra vocês que, com certeza, de todas as pescarias que ja realizei, essa foi disparadamente a melhor no quesito guia de pesca e embarcação, o Eribert é extremamente profissional e atencioso, super bem humorado e ainda é fotógrafo profissional, ao final da pescaria você recebe um cd com todas as imagens fotografadas por ele. Sem contar a sua embarcação que é uma verdadeira máquina, garantindo assim mais conforto, segurança e rápidez no acesso a pontos de pesca bem menos explorados. 

Estávamos em quatro pescadores, na ordem da foto: Rafael, Rodrigo, eu e Newton:

O lago de Serra da mesa é formado pelos rios Tocantins, rio das Almas e Maranhão, sendo o quinto maior lago do Brasil, e o maior em volume de água (o lago é muito fundo). A principal espécie de peixe do lago é o tucunaré-azul. Os peixes do lago são protegidos por lei, onde pratica-se a COTA ZERO, isso é, totalmente proibido o abate e transporte de qualquer espécie dentro do estado de Góias, fica de exemplo para outras regiões do Brasil.

Chega de papo e vamos logo à pescaria, mas antes mesmo de começar, o que me agradou muito foi a dimensão e a beleza natural do lago, com águas transparentes, muitas estruturas submersas, cachoeiras em braços do lago e grandes morros em sua volta, que além de bonitos, abrigam as águas dos ventos, evitando marolas.

As notícias não eram muito boas, na semana anterior a região sofreu com fortes chuvas e o nível do lago subiu bastante, fazendo assim com que os peixes estivessem inativos.

Tinhamos também por objetivo testar os novos protótipos das varas Redai, como o modelo Taipan 5'7 de 17lb que em breve estará no mercado.

Primeiro dia de pesca:

Por nossa sorte acordamos com o céu aberto, muito sol! Tomamos um belo café-da-manhã e por volta das 8:00h saímos para o primeiro dia. Eribert nos levando para o primeiro ponto:

Na parte da manhã vimos grandes tucunarés-azuis acompanhando as nossas iscas mas não abocanhavam de jeito nenhum, estavam realmente muito manhosos. O que garantiu a diversão foi um cardume de pequenos tucunarés.

Mas só este tucuna saiu para a foto:

Paramos então para almoçar:

Quanto mais subíamos o barranco, mais bonito e surpreendente o visual ficava:

No alto da margem, uma cabana feita especialmente para as paradas dos pescadores na hora do almoço:

Separamos alguns tucunarés para assar. Enquanto descansávamos nas redes, o Eribert preparou um peixe delicioso.

Voltando à pescaria, após uma rápida chuva, na parte da tarde as coisas melhoraram, alguns peixes menores deram as caras, porém quando eu menos esperava, um gigante rebojou e sugou minha isca, bateu aquele desespero, eu não podia perder aquele peixe! As fotos falam por si:

Foram inúmeros saltos de tirar o fôlego:

Pronto! Agora se rendeu:

Que nada, ainda gastou sua últimas energias só para o meu nervosismo aumentar:

Só quem é apaixonado pela pesca sabe o alivío que sentimos quando o troféu é embarcado!

Sonho realizado! Um gigante tucunaré-azul de Serra da Mesa, medindo exatos 62 cm com mais de 4kg:

Quando um peixe mede mais de 60cm, é tradicional nas pescarias com o Eribert, uma foto com a flâmula 60up! O peixe foi capturado em uma isca twitch bait da Kingfisher, a Flash:

Peixe devidamente solto! O final da tarde chegou e o sol começou a se pôr, notamos que nessa hora os peixes ficaram bem mais ativos, foram várias ações. Sequência de arremesso e captura:

Conjunto perfeito, vara Redai Taipan 17lb e carretilha Venator. Mais um tucunaré:

Fim do primeiro dia de pesca, cheguei a conclusão que Serra da Mesa é um paraíso em todos os aspectos! Olha as fotos que o Eribert tirou antes de escurecer:

Voltamos para a pousada, e após o maravilhoso jantar preparado pelo chef, uma boa noite de sono.

Segundo dia de pesca:

Optamos por sair um pouco mais tarde no segundo dia, por volta das 09:00h, tendo em vista que teríamos durante a noite, 350km de estrada para Goiânia, porém não pararíamos no barranco para almoçar, levamos lanches preparados pela pousada para aproveitar bem a parte da tarde onde os peixes se encontravam mais ativos.

Logo nos primeiros arremessos percebemos que o peixe estava com mais fome que no dia anterior, esse do Rafael, escapou:

Ainda na parte da manhã, coloquei uma isca da Biruta 110 cor verde translúcida, seguindo a orientação do guia Eribert, e logo nos primeiros arremessos, na caída da isca vem uma baita explosão, engatei um peixe grande!

Vara Redai Taipan de 17lb sendo testada à toda prova, aprovadíssima!

Mais uma sequência de fotos da briga:

Quando o tucunaré parece entregue...

Ele dá mais tomada de linha de tirar o fôlego!

Mais um troféu de Serra da Mesa embarcado!

Peixão! Uma fêmea de tucunaré-azul com 58cm e mais de 3kg, reparem na sua coloração:

Mais uma vez no conjunto com a vara Redai Taipan de 17lb e a carretilha Venator!

Como o sol estava muito forte, pedi para o Eribert fotografar a soltura, olha as fotos que ele fez:

Pesque, fotografe e solte!

Após algum tempo, tivemos que pausar a pescaria por alguns horas, o tempo fechou e veio muita chuva com raios.

Voltando a pescaria, com o tempo nublado, tivemos uma tarde com muitas ações e peixes subindo na superfície. Fisguei um grande exemplar que, assim que escapou, a fêmea que estava acompanhado, atacou, o macho era bem maior.

E esse valente tucunaré encharutou a Hammer 100.

Outro peixe grande na linha, sequência de saltos:

Belo dublê de azulões, ambos na isca de superfície Zig Zara 110.

A coloração dos tucunarés-azuis de Serra da Mesa é unica!

Agora vamos as fotos dos parceiros:

Newton, não gosta muito de sair na foto mas não teve jeito com um fotógrafo profissional no barco. Pescou somente com iscas de superfície e capturou belos peixes:

Levantou um peixe gigante que saltou inteiro por cima da isca do lado do barco, essa ficou na lembrança mas não entrou. Logo em seguida fez boas capturas:

Show de saltos:

Mais um:

E ainda acertou um peixão:

Faltou pouco pro 60up:

Rodrigo também acertou o seu troféu, que rebojou na minha isca de superficie e não pegou, ele cobriu com a Biruta 110 e o azulão não resistiu!

Agora o Rafael e seus belos troféus, ambos na Zig Zara 110:

Fim de pescaria, segundo dia com boas ações e muitos peixes capturados na parte da tarde! Voltando pra casa feliz e com o sonho realizado de conhecer esse lugar mágico chamado Serra da Mesa!

Agradeço aos amigos Newton e Rafael e Rodrigo pelo convite e parceria. Gostaria também de agradecer ao guia Eribert Marquez pelos excelentes serviços prestados nesses dois dias! Para finalizar agradeço a Pousada Vida de Peixe pelo excepcional atendimento durante nossa estadia.

Equipamentos:

1° conjunto: Vara Redai Taipan 5'7 17lb + Carretilha Marine Sports Venator by Johnny Hoffmann + Linha Seaguar Smack Down 40lb 0,28mm + Leader de fluorcarbono Seaguar + iscas tipo twitch bait (Flash  e Biruta 110).

2° conjunto: Vara Redai Black Mamba 5'8 17lb + Carretilha Marine Sports Venator by Johnny Hoffmann + Linha Seaguar Smack Down 40lb 0,28mm + Leader de fluorcarbono Seaguar + iscas tipo zara (Zig Zara 110 e Hammer 100).

Observações:

- Newton e Rafael usaram os modelos de 14lb, Taipan e Black Mamba, deram conta do recado com os tucunarés-azuis e arremessando iscas relativamente grandes.

- Estreiei a carretilha Venator, achei fantástica, versátil, levíssima e arremessa demais, perfeita!

- Vara Redai Taipan 17lb testada e aprovada, muito leve, balanceada e com ação perfeita para os tucunarés-azuis.

- Linhas Seaguar (Multifilamento SmackDown e Fluorcarbono), fornecidas pelos parceiros da Nitro Imports usadas e aprovadíssimas, muito macias, boa de arremesso e resistentes, recomendo!

- Usei os buffs Tube Neck by Johnny Hoffmann e estão aprovados, muito confortáveis com um pano fino, e as estampas são um show, recomendo!

Muito obrigado a todos e até a próxima História de Pescador!

Fotos: Eribert Marquez