Historia de Pescador Por João Medeiros
Post:
Equipamentos e dicas: Tucunaré Azul

Travar uma briga com um ''azulão'' de 3 ou 4kg é algo fora do comum, a sensação de fisgar um destes troféus é de adrenalina pura, principalmete se for nas iscas de superfície. Pra quem vai pros destinos: Epitácio, Teodoro Sampaio, Lago do Peixe, Serra da Messa, entre tantos outros lugares, o peixe mais cobiçado é com certeza o Tucunaré Azul.

Vara:
De ação média, média-rápida ou rápida de tamanho 5’3 (1,60m) a 5’8 (1,77m) de 14 a 17lb.

Peso:
Sempre preste atenção ao peso do seu conjunto, a pescaria de tucunarés com iscas artificiais exige muito preparo físico do pescador, ficar de 8 a 10 horas de pé arremessando iscas o dia inteiro não é para qualquer um,  qualquer peso a menos no seu equipamento fará diferença no final do dia, procure sempre pesar uma vara antes de comprá-la, peça ao vendedor da loja, se for comprar pela internet procure nas informações do produto se está descrito o peso da vara, para uma vara de 14 a 17lbs, de 90 a 125g eu considero o peso ideal, são  varas leves, mais que isso, para mim, a vara está pesada para a modalidade baitcastig (pesca de arremesso).

Foto: Gustavo Nero.

Ação:  Cada ação de vara tem suas vantagens e desvantagens, uma vara de ação média trabalha bem iscas de meia-água e sticks, é confortável, tem um impulso maior para o arremesso, mas não garante tão bem as capturas pois a resposta do movimento da fisgada será mais lenta, teoricamente diminuindo o número de ações x embarques. As varas de ação rápida diminuem a distância do arremesso por serem menos flexíveis, mas ajudam, e muito na concretização da fisgada e no trabalho de isca de superfície como zaras e hélices, e isca de toque como as de sub-superfície.  Aí quem tomaram conta dos modelos de vara do mercado para baitcasting foram as de ação média-rápida, que é um meio termo entre as duas ações citadas anteriormente, não sendo nem muito ‘’mole’’,‘’lenta’’ ou flexível, e nem muito ‘’taco de sinuca’’ ou ‘’dura’’, dos modelos de vara que citei todas ao meu ver são média-rápida.

Foto: Emerson Matias

CARRETILHAS: 
Modelos que uso e recomendo: Shimano Core 50/51E, Shimano Scorpion xt 1000/1001, Shimano Curado 50/51E, Aldebaran MG7, Marine Sports Lubina by Jhonny hoffman, Marine Sports Black Widow, Marine Sports Liger. Há modelos maiores muito utilizados também, mas são mais pesados, como os da Shimano, Curado 200/201E7, Citica 200/201E e Scorpion XT 1500/1501E7. Recomendo uma carretilha de no máximo 200g, quanto mais leve a carretilha, mais conforto você terá nas pescarias e menos cansado você vai ficar no final do dia, procure também um modelo com recolhimento rápido e boa de arremesso.

Foto: Eribert Marquez

LINHA:
De Multifilamento de 20 a 40lb (aproximadamente 0,19 a 0,28mm)

Modelos que uso e recomendo:Sufix 832 (Rapala) e Power Pro  (Shimano)
As linhas de multifilamento são imprescidíveis para se capturar os ''azulões'', preferida pela grande maioria dos pescadores de tucunaré, pois são inelásticas e muito resistentes, diferentemente das linhas de nylon, assim ajudando no trabalho das iscas e na resposta da fisgada do peixe.
 

COR DA LINHA:
Eu particularmente prefiro as linhas de multifilamento cor ‘’verde-musgo’’, mas isso é pessoal, acho que  cor da linha não interfere na pescaria, e não muda o número de ações, não apenas o azul mas como qualquer outra espécie de tucunaré são peixes muito agressivos e a visibilidade da linha não impede seu ataque de predador na isca artificial.

Foto: Eribert Marquez

LÍDER DE FLUORCARBONO:
Transparente e entre 0,37mm e 0,50mm (depende da quntidade de estruturas no local de pesca). O uso do líder de fluorcarbono ou não é algo muito pessoal, eu gosto de usar, e faço com o nó SF ou o Albright, uso o leader para pescar tucunarés pois ele é resistente a abrsão, contra galhadas, pedras e troncos ele aguenta mais na briga com peixe, pois o único defeito da linha principal (multifilamento) é a baixa resistência a abrasão. O líder também é bom para que as garatéias da isca não fiquem enroscando na linha (com a multi direto na isca acontece muito) e para dar aquela naturalidade a isca pois a linha de fluorcarbono é transparente. Lugar com  poucas estruturas (galhadas, pedrais, troncos etc) use um líder mais fino, e locais com muita estrutura eu recomendo um líder mais grosso.

Tralha para os ''Azulões'':

ISCAS ARTIFICIAIS:
Superfície: Jackall Bonnie 95, Nelson Nakamura Zig Zarinha, KV Dr. Spock jr, Marine Sports Hammer, Rebel Jumpin Minnow T-20, Deconto Z-90, Intergreen Firestick, Heddon Baby Torpedo, Jennerlure Babyrex 80

Sub-superfície:  Kingfisher Flash, Borboleta Lelé, Borboleta Tan Tan, Deconto Biruta 90, Rapala Twitchin Rap.

Meia água: Marine Sports Inna Pro Tuned 70, Marine Sports Shiner king 70, Rapala X-rap 10, Marine Sports Brava 90

Fundo: Jig Streammer by JH, Fusion shad 75

Uso muito mais modelos de iscas do que as que citei acima, mas selecionei apenas uma seleção das que mais dão resultados para mim.


CORES: 
Já li e ouvi muito que com água suja tem que usar iscas escuras e na água limpa usar isca claras ou vice-versa, depois de muito pescar e tentar ver o comportamento do peixe, pra mim isso é mito, só se aplica na teoria, conclui que a cor de isca depende do comportamento do peixe, da hora do dia, do tempo, do lugar e vários outros fatores incontroláveis, dentre todas as pescaria que já fiz tenho minhas cores de iscas preferidas e elas são, branca, branca translúcida, cor de osso, verde limão, verde-limão translúcido e transparente, para mim, essas são as melhores cores de iscas para os tucunarés, que mais funcionaram comigo, mas nada impede que se possa usar iscas, prateadas, azuis, laranjadas, amarelas, pretas, etc. Cabe ao pescador descobrir qual cor, modelo e tamanho de isca mais está funcionando naquela hora ou dia, esse é o desafio. Procure  ter duas ou três cores de cada modelo consagrado de isca.

Essas dicas servem não só para a pescaria dos azuis, mas também dos amarelos, que com certeza também aparecerão juntos com o tucunaré azul.

Aí estão alguns vídeos e mais algumas fotos minhas de tucunarés azuis na região de Presidente Epitácio-SP e Teodoro Sampaio-SP, no rio Paraná.

 

Lembrando sempre, Pesque, fotografe e SOLTE!