Historia de Pescador Por João Medeiros
Post:
Recordes batidos no Pesqueiro Córrego das Antas (fevereiro/2014)

Fala Pessoal! na semana pré-carnaval, decidimos passar dois dias pescando no Pesqueiro Córrego das Antas, na cidade de Glicério-SP. Desta vez fomos apenas eu, meu irmão Pedro e nosso amigo Bruno Parra. 

De noite sairam poucas pirararas, elas estavam inativas, pegamos cinco piras, duas minhas, duas do Parra e uma do Pedro. Tivemos também algumas cantadas de alarme em que perdemos as fisgadas, as iscas que utilizamos com sucesso para as pirararas foram minhocossú e mussarela.

Minha primeira pirarara da pescaria:

Segunda:

Parra e a primeira pirarara de sua vida:

Segunda:

Meu irmão Pedro bateu seu recorde pessoal de pirarara, pegou uma monstra de 1,43m de comprimento:

Durante a pescaria, tanto de dia quanto de noite, fisgamos inúmeros tambacus menores no fundo, com peso entre 12kg e 15kg, a maioria deles nem tirávamos da água para soltar, registrei os dois primeiros que peguei:

Nos dois dias nos finais de tarde, fizemos a ceva com ração utilizando o bote inflável, sempre no meio do lago, e na montagem arremessávamos em cima da ceva com bóias torpedo e miçangas modelo ''natalina'', chicotes de 50cm de profundidade.

A ceva desta vez estava sensacional, os tambas subiam com força fazendo nossas pernas tremerem, foram vários exemplares capturados e linhas arrebentadas, não tiramos muitas fotos devido à pressa no momento das cevas.

Desta vez eu não peguei nenhum tambacu gigante na ceva, mas sim vários exemplares de 14 a 17kg:

Parra acertou seu recorde pessoal de tambacu, esse peixe pesou 26kg:

Meu irmão estava impossível, já tinha capturado uma gigantesca pirarara e começou a acertar os gigantes tambacus, primeiro nesse dublê comigo, meu peixe tem cerca de 14kg e o peixe dele bateu os 28kg.

Só ele com o tambão:

Ele ainda engatou outro gigantesco tamba, esse maior ainda, 29kg!

e o cara estava com tanta sorte, que mesmo pegando uma pirarara e dois tambacus gigantes, ainda teve mais, e dessa vez o maior de todos, um gigantesco e monstruoso tambacu de 37kg pesados na balança digital, também pego com miçanga na ceva. Com certeza o maior tambacu que já vi pessoalmente em toda a minha vida. Mais um recorde pessoal batido nessa pescaria:

E logicamente, registrei muitas fotos:

O peixe era tão monstruoso que nem enquadrei ele inteiro em algumas fotos:

Todos pegaram seu troféu, menos eu, certo? Não! Agora é minha vez de falar do peixe que valeu minha pescaria... Já tinha ido outras vezes ao Córrego mas ainda não tinha capturado o legítimo Tambaqui, chamado pelos pescadores de ''verdão'' ou ''incrível Hulk'', então desta vez preparei uma vara com bóia torpedo, chicote longo e como isca minhocossú.

Como o Pedro e o Parra passaram a noite tentando as pirararas, fui pescar sozinho de manhã, cheguei, arrumei as coisas e joguei apenas as varas de pirarara e essa bóia, e para ela não se locomover com o vento, coloquei uma chumbada de correr na linha antes da bóia, e a deixei apoitada. Fui tomar café as 7h da manhã, voltei, e fiquei pescando de fundo, após alguns tambinhas fisgados, já se passava das 10h da manhã quando minha bóia sumiu e começou uma grande briga. Alguns minutos de tensão e muita briga, mas quando eu vi que era o ''verdão'' a coisa ficou séria. Imaginem só, pescando sozinho com o troféu da pescaria engatado. Chamei então um pescador que estava passando, e ele me ajudou a coar o peixe no passaguá e ainda tirou belas fotos.

Peixe com mais de 20kg! Meu primeiro legítimo Tambaqui, sonho realizado!

Assim foi nossa última pescaria de dois dias no Pesqueiro Córrego das Antas todos voltamos satisfeitos, com recordes pessoais batidos e sonhos realizados!

Equipamentos:

Pirarara:

Varas de 6´6 (1,98m) com 40 ou 50lb.

Carretilhas com sistema de alarme e com capacidade de no mínimo 100m de linha 0,47mm ou 0,52mm. (Titan Big Game, Fierro 4000, Shimano Corvalus, Okuma Convector, Penn 321)

Tambacus:

Carretilhas perfil baixo com linha 0,37mm (Daiwa Lexa, Shimano Speedmaster, Shimano Curado 301E)

Varas de 9'0 2,70m (Okuma Reflexions, MS Tornado, Lumis Top Carbon)