Historia de Pescador Por João Medeiros
Post:
Retornando ao Toca do Jacaré (abril/2014)

Olá amigos, agora no começo do mês de abril/2014, depois de mais de um mês, retornei ao Pesqueiro Toca do Jacaré.

Chegando lá reparei que a água estava muito poluída e suja, com uma ''lâmina'' de gordura na superfíicie de quase todo o lago, e descobri o motivo, pescadores e até funcionários do local estão jogando quilos e mais quilos de ''sebo'' (gordura bovina), na água. Uma dica: Quando for embora do pesqueiro, não despeje as iscas que sobraram no lago, isso diminui a qualidade da água, afeta a saúde dos peixes e os deixa inativos., então jogue restos de iscas no lixo!

Vamos lá, chegamos no pesqueiro por volta das 14:30 e já começei com cevadeira, primeiros arremessos e como eu já imaginava (devido a qualidade da água e por terem alimentado os peixes com porcaria) e nada dos tambas, e foi assim a tarde inteira.

Então resolvemos pescar com bóia torpedo, chicote de 40 a 80cm, anzol tinú 10 e tilapinha viva ou apenas a cabeça. Assim tivemos algumas ações, perdemos peixes que até estouraram a linha e tiramos alguns poucos tambas, mas apenas dois foram para a foto.

Meu irmão acertou esse enorme tambacu, um dos maiores que já vi por lá, 25kg cravados na balança digital:

O bicho era cabeçudo!

E esse jeito de tirar foto aprendi com a galera do Fishingtur, Marcio, Silvio, Junior e etc. Vi algumas vantagens, não tem o risco do peixe cair, a roupa não suja e a foto fica muito bonita!

Agora é minha vez, peguei dois tambacus de bom tamanho mas apenas um saiu pra foto.

Foi isso aí pessoal, essa pescaria podia até nem ir como matéria pois foi muito rápida e com poucos peixes, mas achei que as poucas fotos que sairam ficaram muito bonitas ao ponto de valer a pena mostrar aqui pra vocês!

Mesmo quando o dia de pesca é ruim, os momentos e as horas passadas são agradáveis demais, tornando o peixe um mero coadjuvante!

Um abraço a todos!