Historia de Pescador Por João Medeiros
Post:
Começando o ano com os gigantes do Córrego das Antas (jan/2015)

Por Pedro Medeiros,

Fala pessoal, depois de um bom tempo, retornei ao Pesqueiro Córrego das Antas, em Glicério-SP, distante cerca de 330km de nossas casas, em Londrina-PR. Para essa aventura nos dias 9, 10 e 11 de janeiro/2015 foram eu, Jair e Ademir, e encontramos por lá vários outros amigos. Infelizmente meu irmão (João Medeiros) não pode ir por motivos pessoais e profissionais e pediu para que eu ficasse responsável por essa matéria.

Chegamos na sexta-feira (9) por volta das 18h, demos uma ajeitada nas coisas e já começamos a cevar de barco com ração. Logo nos primeiros arremessos o Ademir engata um belo tambacu com cerca de 20kg, fisgado com miçanga na bóia torpedo.

Os peixes estavam subindo, mas no pouco tempo que nos restou de claridade, perdi dois bons peixes que tomaram muita linha antes de escapar. Jair ainda engatou seu primeiro tambacu também na miçanga com bóia torpedo.

Depois da ceva, nos dedicamos a pesca noturna, e armamos nossas varas de fundo com diversas iscas. Durante a noite pegamos vários tambacus menores como esse do Jair. A grande atividade desses tambacus menores estava dificultando a chegada da pirarara em nossas iscas, seja no pintinho, tilapinha, ou mussarela.

Antes de dormir ainda peguei uma pirarara de fundo com mussarela:

Depois era hora de ajeitar o acampamento, nossas barracas que foram nossa casa nas duas noites.

No dia seguinte, logo cedo nosso amigo Ademir engatou uma bela pirarara, de fundo com tilapinha viva:

Tambacus de até 15kg estavam saindo com grande frequência, não tirei fotos deles. Ainda pela manhã engatei um dos grandes, passou de 25kg, fisgado na bóia torpedo com minhocuçú:

Com o grande amigo Ademir:

Com o pesqueiro cheio, como em qualquer final de semana, nos dedicávamos praticamente com exclusividade aos equipamentos para os redondos durante o dia, armando as varas de pirarara somente a noite.

Como de costume no final da tarde, fizemos a ceva com ração, e os tambacus subiram com vontade. Todos pegaram seus exemplares, mas no êxtase da pescaria, acabei tirando poucas fotos, destaque para esse tamba na casa dos 25kg:

Vale postar esse belo Tambaqui que o Danilo, que estava pescando próximo de nós, fisgou na ceva, cerca de 30kg:

A noite chegou e armamos as varas para as pirararas. Foram poucos exemplares durante a noite, registrei apenas essa:

No outro dia, encontramos os amigos da equipe Fisher's, que fisgaram belos tambaquis e muito educadamente nos deram um pouco de tripa de frango para testarmos. Logo nos primeiros arremessos uma bela briga e o tambaqui estourou a linha do Ademir, a bóia ficou nadando e lá foram eu e o Jair atrás do peixe com o barco, uma vara e um chumbo com anzol.

Depois de muita briga, embarcamos o peixe, e percebemos que trabalho em equipe é tudo, verdão da Equipe Tibirô, cerca de 30kg.

Opa, minha vez!

Antes de iniciarmos a ceva, jair engatou mais um gigante para a equipe. Tambaqui com exatos 32kg!

Chegou então a hora de fazer a ceva do final da tarde. Com o barco fomos ao meio do lago e despejamos os baldes de ração. Os tambacus subiram muito bem no final de pescaria. Desse tamanho foram vários:

Jair e Ademir fizeram um belo dublê, tambacu (aprox. 20kg) e tambaqui (aprox. 25kg)!

E para fechar a pescaria com chave de ouro, fisguei mais um tambaqui legítimo, com mais de 25kg, esse um pouco mais escuro, mas é o legítimo ''verdão'':

EQUIPAMENTOS:

Com o pesqueiro lotado o correto é usar o mínimo de conjuntos possíveis:

Dia:

1° conjunto: Vara Okuma Reflexions 2,70m + Carretilha Shimano Speedmaster 201 + Linha Onix Soft 0,37mm + Bóia Torpedo + Chicote 0,47mm de 1m + tinú 10 + Isca natural (minhocuçú ou tripa de frango)

2° conjunto: Vara Fleming Carbonick 2,70m + Carretilha Shimano Curado 301 + Linha Onix Soft 0,37mm + Chumbo 50g + girado + Chicote 0,47mm de 30cm + tinú 10 + mussarela

Ceva no final da tarde:

Vara Fleming Carbonick 2,70m + Carretilha Shimano Curado 301 + Linha Onix Soft 0,37mm + Bóia torpedo + Chicote 0,47mm de 50cm + anzol wide gap Owner 2/0 + miçanga natalina.

Noite:

1° conjunto: Vara Sumax Sahara 50lb 2,10m + Carretilha Titan Big game FW + Linha Max Force 0,47mm + Chumbada 50g + girador + chicote 0,52mm + anzol Gamakatsu Octopus 6/0 + Mussarela ou tilapinha viva

2° conjunto: Vara Star River Storm 50lb 1,98 + Carretilha Shimano Corvalus 401 + Linha Max Force 0,52mm + Cumbada 50g + girador + chicote 0,52mm + anzol Gamakatsu Octopus 6/0 + Mussarela ou tilapinha viva.

Assim foi minha primeira pescaria de 2015, para começar o ano com o pé direito!

Muito obrigado a todos!

Pedro Medeiros.